June 25, 2018

Please reload

Posts Recentes

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Posts Em Destaque

Escala de Dureza x Escolha e Proteção de Revestimentos

July 13, 2018

Em 1812, o mineralogista Alemão Friedrich Mohs criou a escala com 10 minerais de diferentes durezas existentes na crosta terrestre, sendo o talco de menor dureza - com dureza 1 - e diamante com dureza 10, maior dureza encontrada na natureza. 

A Escala de Mohs quantifica a dureza dos minerais, isto é, a resistência que um determinado mineral oferece ao risco. Ou seja, a retirada de partículas da sua superfície. O diamante risca o vidro, portanto, este é mais duro que o vidro.

A unha, por exemplo, risca o talco e o gesso, mas é riscada pela calcita e, desta forma, apresenta uma dureza de 2,5. A ardósia, utilizada na fabricação do quadro negro, pode riscar o topázio, mas não o coríndon, e, por isso, encontra-se no nível 8,5 da escala.

Na prática, identificar a dureza de um mineral é um fator importante ao escolher o tipo de matéria prima mais adequada para diferentes produções. Um exemplo disso é a aplicação do granito na fabricação de pisos, em vez do mármore. O mármore é constituído principalmente por calcita, cuja dureza é 3, enquanto o granito é formado por quartzo e feldspato, que apresentam dureza de 7 e 6, respectivamente. Um piso composto de mármore seria facilmente riscado, o que não acontece com o granito.

 

 

Lembramos também que a areia (quartzo) possui dureza MOHS igual a 7, podendo riscar a maior parte das placas cerâmicas, porcelanatos e pedras naturais brilhantes, que normalmente possuem dureza entre 3 e 5 Deve-se, portanto, proteger o piso após a aplicação, principalmente na fase de obra, com a utilização de papelão corrugado de boa densidade, bem fixado com fita crepe.

 

 

Entretanto, essa escala não corresponde a real dureza do mineral, fato já conhecido por Mohs. Isso quer dizer que não é possível, a partir da escala, afirmar-se que o mineral de número 10 é dez vezes mais duro do que o mineral de número 1, visto que a dureza entre os materiais não ocorre de maneira tão uniforme. Entre os níveis 9 e 10, essa diferença se acentua ainda mais, uma vez que o diamante é cerca de 7 vezes mais duro que o seu antecessor, o coríndon. Apenas pode-se estabelecer uma classificação qualitativa entre os mesmos.

 

A tabela a seguir fornece o índice de dureza de alguns materiais presentes na natureza, em uma escala denominada MOHS:

 

 

A Fecci Engenharia sempre toma as maiores precauções nas recomendações de escolha, proteção durante a obra, limpeza e orientações quanto ao uso dos revestimentos empregados em suas construções ou reformas.

 

Conheça nosso portfólio de serviços em nosso website (www.fecciengenharia.com) ou em nossa página de Facebook (facebook/fecciengenharia).

Solicite uma visita sem compromisso!

 

Engenheiro Civil Gustavo Fecci (CREA 75.093/D-PR)

(41) 99649-0220 (Celular e WhatsUp)

www.fecciengenharia.com

fecciengenharia@gmail.com

www.facebook.com/fecciengenharia

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga